Menu fechado
Entrevias participa de ações em alusão ao Dia de Proteção da Fauna e Dia da Árvore

Motoristas que passaram pelas praças de pedágio receberam folheto informativo com orientações sobre como evitar os atropelamentos de animais silvestre

Sertãozinho, 24 de setembro de 2019. A Entrevias Concessionária de Rodovias (empresa integrante do Programa de Concessão de Rodovias do governo do Estado de São Paulo) apoia e desenvolve iniciativas de preservação do meio ambiente, desde a conservação de recursos hídricos, com boas práticas internas, à proteção da fauna e flora ao longo dos 570 quilômetros de rodovias concessionadas. Em referência ao Dia Nacional de Defesa da Fauna, 22, e Dia da Árvore, 21, a Concessionária participou de duas ações de conscientização ambiental.

A primeira delas, em defesa da fauna silvestre, foi realizada nas quatro praças de pedágio administradas pela empresa na região de Ribeirão Preto: Sertãozinho, Ituverava, Sales Oliveira e Pitangueiras. Na sexta-feira (20), operadores entregaram aos usuários panfletos informativos com dicas de como evitar o atropelamento de animais e como agir em caso de avistá-los na pista. Já no domingo, moradores de Borborema, na região de Marília, participaram de uma caminhada ecológica até a Praia do Juquetá, área verde do município. No local, adultos e crianças realizaram o plantio de cem mudas de árvores nativas. A ação foi organizada pelo Departamento de Meio Ambiente e Secretaria de Esportes de Borborema, em parceria com a Entrevias, que doou as mudas. Durante a atividade os participantes ainda fizeram um trabalho de recolhimento de lixo.

A Concessionária atua em várias frentes para evitar o atropelamento de animais: sinalização nas rodovias, com placas indicativas em locais onde há maior presença deles, limpeza – para evitar a atração de animais e captura e destinação adequada, em casos de acidentes e atropelamentos. Periodicamente também são desenvolvidas campanhas educativas internas e em parceria com prefeituras e escolas. “O condutor tem um papel fundamental na preservação e redução de acidentes com animais domésticos e silvestres. É preciso observar a sinalização existente nas rodovias, trafegar na velocidade adequada e, em caso de qualquer acidente, acionar imediatamente a Entrevias”, orienta o gestor de segurança viária da Entrevias, Fábio Ortega. Ele também reforça sobre a preservação da fauna. “Principalmente em períodos mais secos, jogar bituca de cigarro favorece os focos de queimadas, que destroem a vegetação e habitat de muitos animais”, diz.

Recuperação e habitat

Em casos de animais feridos ou atropelados, na região de Marília, a Concessionária tem uma parceria com a APPAS (Associação Protetora de Animais Silvestres) de Assis, que está estabelecida como um Centro de Reabilitação de Animais Silvestres e oferece tratamento adequado, reabilitação (se necessário) e, depois, a soltura dos animais em habitat apropriado.

Em ocorrências de animais silvestres localizados mortos nas rodovias, a Entrevias faz o encaminhamento para instituições de ensino, como a Unesp de Jaboticabal. A Profª Dra. Karin Werther, do Departamento de Patologia Veterinária da Unesp, campus de Jaboticabal, explica que animais mortos são relevantes para a vigilância de saúde pública, animal e ambiental, pois são considerados sentinelas do que está acontecendo no ambiente onde vivem.

“Atropelamentos acontecem devido a saída do animal de seu habitat, que pode ser em decorrência da perda, redução ou destruição do mesmo, devido ao desmatamento, atividades agropecuárias, colheita ou crescimento das cidades, mas também a procura de alimento, água, parceiros para reprodução e dispersão a procura de novos territórios.”, afirma. Ainda de acordo com ela, o período de seca e o final do inverno e início da primavera podem ser fatores a mais para ocorrer acidentes.

Fotos: divulgação